O Daae e a Secretaria Municipal de Saúde estão unidos para o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Na última quarta-feira (05/02), a agente de endemias e supervisora do grupo Instruindo, Educando e Comunicando (IEC), Rosa Maria Barbosa Cruz, esteve na autarquia divulgando dados referentes a situação da dengue do município, conforme Relatório da Sala de Situação da Dengue e solicitando a colaboração da autarquia.

Uma das ações é a formação de uma “Brigada contra o Aedes aegypti”, grupo instituído pelo Decreto Estadual n 62.130, de 29 de julho de 2016. O Daae está providenciando a formação da brigada, que terá a participação de servidores de diversas áreas da autarquia, que receberão treinamento para atuar no combate ao mosquito transmissor.
Entre as atividades dos brigadistas estão: vistoriar, periodicamente, em caráter permanente, os imóveis onde se localizam o órgão público, de forma a eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti; identificar áreas que requerem um cuidado constante por meio de um mapa de risco da edificação como um todo; atuar de forma preventiva, indicando as providências que devem ser adotadas pelo órgão público para eliminar possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti; divulgar para o público interno informações educativas sobre medidas para manter o ambiente livre de focos de mosquito; divulgar para o público externo informações educativas sobre cuidados com o ambiente doméstico para prevenção das Arboviroses.
De acordo com Rosa, 90% dos criadouros do mosqueiro estão em áreas internas, onde há pessoas e sangue para as fêmeas garantirem a reprodução. Até o dia 24 de janeiro, Araraquara conta com 24 casos suspeitos de dengue, índice muito menor comparado ao ano passado que era de mais de 1 mil casos.

Assessoria de Comunicação, 06 de fevereiro de 2020.

Pin It

Enquete Daae

O que você acha do trabalho de Educação Ambiental desenvolvido pelo Daae?

facebook

Back to top